Conta gratuita

O Que é Uma Enquete?

Publicado por QuestionPro


Saiba Como Funciona uma Enquete

Com certeza você já viu na televisão, na internet ou nos jornais os resultados de alguma enquete. Mas você sabe como são obtidos os resultados de uma enquete? Quão confiáveis você acha que são esses resultados? Você sabe quem está envolvido na obtenção dos resultados de uma enquete? Ou você é daqueles que aceitam os resultados de uma enquete que se difunde pelos meios de comunicação sem se importar se ela foi elaborada corretamente?

Muitas das enquetes a que temos acesso em nossa vida diária se realizam sob a influência de certos fatores como pressão de tempo, problemas técnicos ou sem que sejam realizadas sob um cuidado minuncioso durante todo o processo. Em razão disso, compatilhamos contigo os detalhes que devem ser levados em conta para realizar uma enquete e os aspectos a serem considerados no momento da análise dos resultados.

Características das enquetes

A necesidade de observar ou investigar fatos nos conduz à realização de uma enquete. Podemos dizer que uma enquete é um método de compilação de informação. O que é necesário para realizá-la? Antes de mais nada, é preciso uma amostra. Essa amostra será composta por uma serie de indivíduos, os quais nos darão uma referência sobre aquilo que queremos saber de um conjunto maior de pessoas do qual precisamente extraímos essa amostra.

Por exemplo, uma amostra de eleitores obtida antes de uma eleição se destina a saber o que opinam os eleitores sobre os candidatos. No caso de lançamento de um produto, podemos obter uma amostra de pessoas que nos ajude a decidir os novos sabores de uma marca de sorvetes. Hoje, mais do que nunca, precisamos saber o que o público quer.

Não só os consumidores de uma marca ou serviço, mas também o comportamento em geral do ser humano, suas preferências e necessidades. Esta necessidade de informação leva as companhias ou organizações a depositarem sua confiança nas enquetes.

As enquetes podem ser realizadas de diferentes formas e têm uma ampla variedade de propósitos, mas têm certas características que todas têm em comum. A amostra de uma enquete não é selecionada à sorte e tampouco é composta somente de voluntários na sua participação. Cada indivíduo da população tem uma probabilidade conhecida de ser selecionado. Desta forma, os resultados podem ser projetados de uma maneira confiável.

A informação é recolhida por meio de perguntas. A intenção da enquete não é descrever pessoas individualmente consideradas que, por acaso, são parte da amostra, mas sim descrever um perfil estatístico da população. Os resultados da enquete se apresentam em forma de resumos, tabelas e gráficos estatísticos.

Qual a quantidade necessária de pessoas nas amostras? Isso dependerá da credibilidade que você estiver procurando, o que, por sua vez, dependerá de como os resultados serão utilizados.

Consequentemente, não existe uma regra para a quantidade de pessoas em uma amostra que deva ser utilizada em uma enquete. Sem embargo, alguns pesquisadores entendem que uma quantidade moderada de amostra é o suficiente para a maior parte das necessidades de pesquisa. Por exemplo, as enquetes nacionais geralmente conhecidas usam amostras ao redor de 1500 pessoas para refletir as atitudes e opiniões nacionais, logrando estimativas precisas, já que podem refletir diferentes características da população total dentro de uma margem de erro muito pequena.

Se é certo que as enquetes mais populares são conhecidas graças aos diversos meios de comunicação, a maioria das enquetes não são de conhecimento do público em geral.

A razão é que, diferentemente das enquetes de opinião pública, a maioria das enquetes tem um propósito administrativo e comercial, como, por exemplo, o objetivo de saber o que as pessoas pensam sobre o lançamento de um novo automóvel, quais são os programas favoritos dos telespectadores, como as pessoas gastam seu dinheiro no que tange à prestação de serviços médicos, hábitos e utilização de transporte público, etc.

Enfim, as enquetes também proporcionam uma importante fonte de conhecimento acerca de temas sociais, econômicos, psicológicos e políticos. Há uma infinidade de temas que podem ser objeto de uma enquete.

Por outro lado, uma vez recolhidos, os dados da enquete podem ser analisados e reanalizados de várias formas diferentes.

Tipos de enquetes

pessoa respondendo uma enquete

As enquetes podem ser classificadas de diversas maneiras, seja pela quantidade e tipo de amostra, seja pelo método utilizado para a compilação dos dados: via telefônica, email, perguntas em papel, enquetes online ou entrevistas pessoais. Antigamente eram populares as enquetes feitas por meio dos Correios, mas hoje em dia praticamente ninguém as responde e reenvia, razão pela qual a taxa de resposta é demasiado baixa.

A entrevista telefônica é um método muito utilizado para reunir alguns tipos de dados. Uma enquete cara a cara, seja em domicílio ou no escritório do entrevistado é muito mais cara que uma enquete telefônica, por exemplo.

Algumas enquetes combinam vários métodos. Por exemplo, pode ser realizada uma enquete telefônica e depois haver uma seleção dentre estes entrevistados para uma entrevista cara a cara. Os dados das enquetes também podem ser obtidos por meio de questionários preenchidos pelos entrevistados reunidos em grupos como, por exemplo, por uma turma de uma escola ou por um grupo de compradores em um centro comercial.

Também podemos classificar as enquetes por seu conteúdo, podendo utilizar perguntas abertas ou fechadas para conhecer, por exemplo, opiniões, atitudes, detalhes de um fato, hábitos e experiências para uma posterior classificação e análise dos resultados obtidos.

Da mesma forma, é possível utilizar algum tipo de escala e classificar distintas alternativas. Pode ser realizada uma enquete bastante breve com perguntas que tomem cinco minutos ou menos para respondê-las ou pode ser realizada uma enquete longa que requeira uma hora ou mais do tempo do entrevistado. Quem quer conhecer a fundo o comportamento e as atitudes das pessoas prefere utilizar, além de enquetes, um painel ou uma comunidade online, por exemplo.

Quem elabora as enquetes?

Quem realiza uma enquete geralmente se chama entrevistador, seja aquele que faz a chamada telefônica ou aquele que aparece na porta de uma casa ou centro comercial para realizar as perguntas. Aqueles que atendem um painel ou painel online também podem ser chamados de administradores.

Os que se encarregam de realizar a entrevista devem ser pesoas preferencialmente abertas, pacientes, que tenham capacidade de aproximar-se de estranhos para entabular uma conversação e de realizar a enquete de acordo com as instruções que hajam recebido.

Estas não são todas as pessoas que se responsabilizam pela realização de uma enquete. Há, também, os que se dedicam à tarefa de confeccioná-la, determinar a amostra, redigir as perguntas, supervisionar a reunião e análise dos dados e escrever as informações correspondentes aos resultados obtidos.

Qual o tratamento dado à informação obtida em uma enquete?

Este é um tema que preocupa as pessoas que decidem participar de uma enquet, pelo que normalmente é garantida a privacidade da informação coletada ou, ao menos, é solicitada a autorização do entrevistado para utilizar os dados obtidos. Não podemos esquecer que é uma questão de ética dar o melhor destino aos dados obtidos e utilizá-los somente para o fim para o qual foram requerido.

Como se realiza e confecciona uma enquete?

Como dissemos anteriormente, uma enquete geralmente se inicia quando uma pessoa, empresa ou organização enfrenta a necesidade de obter uma informação e não existem dados suficientes sobre isso. Leve em conta as seguintes recomendações:

  1. Estabeleça os objetivos de sua pesquisa, que devem ser claros e específicos .
  2. Desenvolva uma metodologia. Leve em conta a forma como você vai obter sua amostra a fim de diminuir a margem de erro. Decida a maneira por meio da qual levará a cabo a coleta de informação, elabore suas perguntas e realize uma prova antes de aplicar a enquete. Avalie a falta de respostas e o tempo necessário para realizar a análise de seus dados.
  3. O design do seu questionário deve ser de acordo com a necessidade de informação cuja medida se requer. Evite distorções, utilizando conceitos claros e bem definidos em cada pergunta.
  4. Evite as enquetes longas, pois isto pode cansar o entrevistado e fazer com que ele abandone a enquete antes do fim ou que responda apressadamente e com incorreções.
  5. Em relação ao design das enquetes, encontramos também fatores como: ser a enquete online ou de campo; ser a enquete para algum aplicativo móvel; o tipo de perguntas que serão formuladas, como, por exemplo, perguntas estilo múltipla -escolha, perguntas abertas, de escala de valores, de classificação gráfica, etc; as mudanças de perguntas; as caixas de verificação.
  6. Outro fator a ser considerado é a maneira de abordar as perguntas, seja com relação a ordem como em relação a forma de redigi-las, como, por exemplo, quando se pergunta sobre eventos ou situações passadas ou pessoais. Não esqueça que para ter dados confiáveis e corretos devemos confiar também na boa memória dos entrevistados e na confiança que tenham ao responder as perguntas.
Crie sua pesquisa grátis