Amostragem para pesquisas: o que é?

Para o meio de investigação de mercado, a amostragem para pesquisas deve ser parte importante do processo de selecionar um grupo de indivíduos de uma população.

Uma amostragem para pesquisas é definida como um conjunto menor de dados destacado de uma população maior usando um método de seleção predefinido. Esses elementos são conhecidos como pontos de amostra, unidades de amostragem ou observações.

Trabalhar com uma amostra para pesquisas é um método eficiente de conduzir projetos, pois, na maioria dos casos, é impossível ou muito caro e demorado pesquisar toda a população. Portanto, a amostragem para pesquisas fornece insights que podem ser aplicados a toda a população.


Amostragem para pesquisas e suas técnicas

Essa é a técnica utilizada para escolher um determinado número de pessoas de um local ou região para a participação em uma pesquisa. Essas pessoas devem representar todas as características socioeconômica dos demais indivíduos deste local, para assim representá-los nos gostos, opiniões e atitudes em suas respostas.

Sem a amostra seria praticamente impossível aplicar uma pesquisa com qualidade. Imagina se tivéssemos que fazer uma pesquisa sem amostra com toda a população de uma cidade, estado ou país? Teríamos custos extremamente elevados e seria de difícil aplicação, gestão e análise. E mesmo assim não temos como garantir que haveria engajamento da população.

Com uma amostragem representativa para uma investigação eficaz  conseguimos ter respostas que representam o universo total deste público.

 

amostragem


Amostragem para pesquisas e seus conceitos

Com a seleção de indivíduos de um determinado local, pode-se gerar um recorte sócio demográfico que é uma fotografia fiel da região de atuação e que permite compreender a população geral. Ou seja, a amostra pode ajudar o pesquisador a selecionar o público que realmente representa a realidade da população avaliada.


Como definir minha amostragem?

Primeiramente deve-se definir um objetivo e seu público alvo. Você também precisa determinar com antecedência quais informações você precisa, assim ficará mais claro sobre qual o público que deverá ser selecionado para a amostra.

Exemplo: para saber a opinião da população de uma cidade sobre um serviço público você pode fazer essa pergunta para toda a população. Ou com o publico da amostra, você seleciona um grupo de  habitantes (amostra) que representa essa população e aplicar a mesma pergunta.

Veja também: Enquete X pesquisa: qual a diferença?

 


Modelos de amostragem para pesquisas:

Amostra Probabilística é um tipo de amostragem que utiliza-se da probabilidade e precisa ser maior que zero para ser considerada. Também é necessário considerar a probabilidade de cada indivíduo, para que a amostra não seja tendenciosa e possa comprometer o resultado da pesquisa.

  • Amostra não probabilística

Amostra não Probabilística é aplicada sem o usa da probabilidade ou seja é a amostra aleatória, que utiliza indivíduos sem um perfil pré-definido.

Geralmente, essa técnica é aplicada em pesquisa de rua ou em local de grande circulação, onde não se pode escolher os abordados. Neste caso a margem de erro deve ser desconsiderada.


6 passos para selecionar a amostragem

  1. Definir a população-alvo. (conte com o painel de respondentes questionpro para definir sua amostragem)
  2. Identificar um quadro de amostragem atual da população-alvo ou desenvolva um novo;
  3. Avaliar o quadro de amostragem para a falta de cobertura, cobertura excessiva, cobertura de múltipla e a agrupação, e fazer os ajustes que considerem necessários;
  4. Atribua um número único para cada elemento da trama;
  5. Determina o tamanho da amostra;
  6. Selecione aleatoriamente o número específico de elementos da população.

Para selecionar o número de elementos da população é possível recorrer ao método de loteria, uma tabela de números aleatórios e números gerados aleatoriamente através de um programa de computador, ou seja, aleatório.

Ao utilizar o sistema de sorteio , os números que representam cada um dos elementos da população alvo são colocados em chips (isto é, cartões, papel ou outros materiais). Os chips são então colocados num recipiente e são misturados.

Em seguida, sem ver  selecionam as fichas a partir do recipiente até que se tenha obtido o tamanho da amostra desejada. As desvantagens deste método de seleção é que consume muito tempo e se limitada a pequenas populações.

Em uma tabela de números aleatórios não se segue um padrão particular. Eles podem ser lidos de qualquer maneira, ou seja, horizontal, vertical, diagonal, para frente ou para trás.


Dados gerados da amostragem

O número de dígitos utilizados devem corresponder ao tamanho total da população-alvo. Os números que o investigador encontra que não combinam com os números atribuídos a elementos da população-alvo são ignoradas. Este processo de tabela de números aleatórios é um processo tedioso, que consome tempo, e não é recomendado para grandes populações.

Em vez disso, você pode usar software estatístico ou planilha de cálculos para gerar números aleatórios. Os elementos de populações cujos números correspondem aos números atribuídos gerados pelo software são incluídos na amostra. Você pode selecionar um número de uma tabela  aleatória para usar-lo como o número de partida para o procedimento.

 

Amostragem

 


Também recomendamos:

Como selecionar uma amostra de estudo?

O que é amostragem de bola de neve?

Amostragem deliberada, crítica ou experimental

O que é amostragem de cotas?

O que é amostragem consecutiva?

 


 

 Agora que você sabe tudo sobre Amostragem para pesquisas, é hora de começar a pesquisar.  Lembre-se que na QuestionPro temos as ferramentas de pesquisa online e também offline que você precisa para o seu negócio decolar! Agende uma demonstração sem compromisso, totalmente gratuita e em português e conheça todos os recursos que temos disponíveis em nossas diferentes licenças

agendar demonstração