Amostragem de cotas: conheça esse método de amostragem

A amostragem por cotas é um método de amostragem não probabilístico, no qual os pesquisadores podem formar uma amostra de indivíduos que representam uma população e são escolhidos de acordo com suas características ou qualidades.

Os pesquisadores podem decidir o recurso pelo qual a seleção do subconjunto da amostra será realizada para que seja eficaz na coleta de dados e possa generalizar toda a população. O subconjunto final será decidido apenas de acordo com o conhecimento da população pelo entrevistador ou pesquisador.

Nos estágios iniciais de um estudo, os pesquisadores podem coletar dados representativos de uma amostra formada usando o método de amostragem por cota. É muito semelhante à amostragem estratificada, que é um método probabilístico de amostragem. A principal diferença entre essas duas técnicas é que, na amostragem por cota, os elementos da amostra não são selecionados aleatoriamente de cada estrato, como é feito na amostragem aleatória estratificada.

Preferências do pesquisador

Em geral, os pesquisadores preferem técnicas de amostragem não probabilísticas, como amostragem por conveniência e amostragem por cota, em situações em que há restrições financeiras ou de tempo para a pesquisa. Além disso, em alguns casos em que a velocidade da investigação é mais valiosa do que a precisão dos resultados obtidos, esse método de amostragem é utilizado.

Há dois pontos principais que um pesquisador deve levar em conta para a criação de estratos precisos:

  1. Compreensão de todos os elementos de uma população.
  2. Intenção de pesquisa.

Por exemplo, um pesquisador pode criar uma amostragem dividindo toda a população por idade, sexo, estado etc. Eles devem levar em conta a proporção de cada grupo (estratos).

Se a população-alvo tem 40% de mulheres e 60% de homens. A amostragem de cotas também deve incluir elementos na mesma proporção, caso contrário, os resultados obtidos serão distorcidos.

Leia também: Amostragem por conveniência, como posso utilizá-la?

Etapas para executar amostragem de cota

As técnicas probabilísticas de amostragem envolvem uma quantidade significativa de regras que devem ser seguidas para formar amostras. No entanto, como a amostragem por cota é uma técnica de amostragem não probabilística, não há regras para a criação formal de amostra. Geralmente, há quatro etapas que podem ser seguidas para formar uma amostra:

O passo mais importante é dividir a população inteira em subgrupos; em que os elementos de cada um dos subgrupos devem fazer parte de apenas um desses subgrupos.

Por exemplo, se um pesquisador quiser entender seu mercado-alvo para uma próxima variante de aparelhos auditivos Bluetooth, o nicho mais preciso que eles podem atingir será baseado em faixas etárias.

Espera-se que o pesquisador avalie a proporção em que existem subgrupos na população. Essa proporção deve ser mantida na amostra selecionada usando este método de amostragem.

Por exemplo, se 58% das pessoas interessadas em comprar seus fones de ouvido Bluetooth tiverem entre 25 e 35 anos, seus subgrupos também deverão ter as mesmas porcentagens de pessoas pertencentes à respectiva faixa etária.

Na terceira etapa da amostragem de cotas, o pesquisador deve selecionar o tamanho da amostra; mantendo a proporção avaliada na etapa anterior. Se o tamanho da população for 500, o pesquisador pode escolher uma amostra de 50 itens.

A amostra escolhida após as três primeiras etapas deve representar a população-alvo.

População e amostra: qual a diferença? Saiba aqui!

Exemplos de amostragem de cotas

A amostragem de cota é realizada com um estrato / subgrupo do qual o pesquisador é livre para escolher o subconjunto. A maneira de realizar a pesquisa e o subconjunto sobre o qual será realizada será decidida unicamente pelo pesquisador. Por esse motivo, a amostragem por cotas é considerada uma técnica de amostragem não probabilística.

Quando um pesquisador procura realizar uma análise comparativa do mercado e saber como usar um produto, de acordo com diferentes faixas etárias, contexto socioeconômico e também por gênero, as cotas são criadas dentro da população-alvo de acordo com essas três variáveis.

O pesquisador pode criar múltiplos estratos com base em três variáveis ​​considerando a proporção de cada variável que existe dentro da população. De acordo com o modo de pesquisa on-line ou off-line, o pesquisador pode realizar pesquisas ou questionários para coletar dados para o estudo.

Veja também: Saiba como definir uma amostragem para sua pesquisa

Outro exemplo de amostragem de cotas é quando um entrevistador quer entender como funciona sua marca de calçados. Sua população alvo é entre 25 e 40 anos de idade. O entrevistador pode dividir ainda mais os estratos de acordo com o gênero e selecionar 100 mulheres e homens pertencentes a esse grupo populacional.

O pesquisador pode criar subconjuntos dos subgrupos de acordo com seu conhecimento da população. Isto é, eles podem decidir entrevistar uma lista filtrada de sua lista de clientes usando mídia on-line; ou realizar uma pesquisa em sua força de trabalho mantendo uma proporção constante de homens e mulheres.

Leia também: Pesquisa por amostra: conheça e saiba como realizá-la

Quando usar uma amostragem de cota?

Em situações em que os pesquisadores possuem critérios específicos para realizar a investigação. Uma característica pode ser o filtro para a formação de subgrupos.

Uma análise comparativa entre dois subgrupos pode ser observada usando a técnica de amostragem por cota. Há casos em que dois subgrupos (que não têm elementos em comum) exibem recursos extremamente interconectados. Nesses casos, esse método de amostragem pode ser extremamente benéfico.

Amostragem probabilística: conheça as vantagens de utilizá-la

Vantagens

  • Devido à participação de uma taxa para a criação de amostras, esse processo de amostragem é rápido e fácil.
  • Usando amostragem de cota e perguntas de pesquisa apropriadas, a interpretação das informações é um processo muito conveniente para o pesquisador.
  • A representação efetiva de uma população pode ser feita usando amostragem de cotas e não há espaço para super-representação; uma vez que essa técnica de amostragem ajuda os pesquisadores a estudar uma população usando cotas específicas.
  • O orçamento necessário para executar este método de amostragem é mínimo.

Por último convido você a ler: Vantagens da pesquisa de dados móveis

Para agilizar seu processo de trabalho e para que tenha recursos que enriquecem seu projeto de pesquisa, utilize uma plataforma online de pesquisa, te convido a conhecer a Questionpro, uma solução completa em pesquisa e inteligência de mercado. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre dicas e novidades: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram.

Crie sua primeira pesquisa on-line
Comece em 30 segundos. Não é necessário cartão de crédito.