Educação universitária, chaves para empresários. Confira agora!

Em uma sociedade em que o empreendedorismo não predomina e em que os gênios do Silicon Valley sem estudos universitários nos fazem acreditar que não é necessário formação, é fundamental recuperar a confiança nas Universidades. Durante este artigo você encontrará razões suficientes para considerar o treinamento essencial antes de nos tornarmos empresários e desenvolvermos uma ideia de negócio.

Os estudos universitários são necessários para ter sucesso ao iniciar um negócio?

A indústria pode ter a resposta

Existem setores em que é quase impossível encontrar profissionais de sucesso sem um diploma universitário (Medicina). No entanto, é verdade que no setor de Telecomunicações ou Marketing Digital encontramos uma tendência de não ter diploma universitário. E, mesmo no topo da indústria, os CEOs e fundadores das Start- up não possuem formação universitária, porque a persistência e tenacidade para converter e aplicar a sua ideia de negócio leva-os a abandonar ou dispensar a Universidade.

Mas, em muitos casos, são casos isolados de gênios e não devem ser tomados como referência. Os exemplos mais conhecidos são os de três homens que revolucionaram o mundo sem terminar seus estudos. Steve Jobs, cofundador da Apple e da Pixar; Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, e Bill Gates, fundador da gigante Microsoft. 

Segundo a Forbes, apenas 16% das 400 pessoas mais afortunadas do planeta não têm estudos universitários. Isto é, 336 têm educação universitária.

E, quanto aos profissionais, um estudo da Strategic Research Center revela que os trabalhadores com formação universitária têm 147% mais chances de encontrar trabalho do que aqueles sem estudos.

Portanto, com exceção de alguns gênios, estudar e concluir os estudos universitários é a maneira mais segura de obter sucesso ao iniciar um negócio. Veja também: Questionário para medir a satisfação dos estudantes universitários

Os contatos da universidade

Além de todos os ensinamentos sobre estrutura de negócios, finanças ou habilidades necessárias para cada campo ou ciência que são aprendidas na universidade, a lista de contatos que é alcançada depois de passar por ela também é fundamental. Os colegas e professores com quem interagimos durante a nossa estadia formativa podem nos oferecer oportunidades de emprego no futuro ou até se tornarem parceiros de negócios.

O caso da Espanha: empresários têm menos de 35 anos e estudos universitários

A plataforma South Summit revelou o “retrato robótico do empresários espanhol”. Nos últimos dois anos, mais da metade dos novos empresários tinham menos de 35 anos. Cada vez são mais jovens. Permanece uma proeminência de homens (83%). Sim, existem poucas empreendedoras, mas seu sucesso é devastador. Apenas 48% das mulheres fracassaram durante 2015, por exemplo, em comparação com 66% do insucesso dos homens.

Além disso, a imensa maioria possui estudos universitários ou de pós-graduação (mais de 90% dos empresários).

Apesar da crise, os empresários não optaram pela ideia de negócio por necessidade, mas por vocação e confiança em seu projeto. Apenas 1% começou por necessidade ou falta de emprego. E quase 60% já trabalhava como a área antes de começar no mundo dos negócios.

A cultura empreendedora deve ser incentivada na educação universitária?

Quantos alunos têm o objetivo de criar uma empresa em sua etapa formativa? Muito poucos. Todos querem encontrar um emprego no setor em que estão estudando. Mas, muito poucos têm o propósito de criar uma empresa quando terminam seus estudos universitários.

Em nível nacional, de acordo com um estudo da AXA e da Educa 2020 Foundation, apenas 12% dos 12.000 entrevistados pretendem criar uma empresa quando terminarem seus estudos. O estudo conclui que há muito pouca vontade empreendedora e inovadora entre os estudantes espanhóis.

Durante a formação tenta-se promover a memória, a aplicação prática da ciência estudada. Mas, não se tenta explicar a natureza do emprendimiento em todas suas vertentes. A criatividade e inovação deveria ser fomentada e recompensada a capacidade empreendedora. Em certos territórios, isso é feito. A iniciativa “Be an Entrepreneur” da Fundação Escola Emprenedors de Catalunya procura desenvolver habilidades e competências que ajudem os alunos a criarem e desenvolverem suas próprias ideias de negócios.

Por outro lado, as competições para empresários como o oferecido pela revista Emprendedores ou pela IEBS Business School, são um impulso grande para quem quer chegar longe com suas ideias de negócio. Como avaliar o mercado internacional e expandir seus negócios

Quais qualidades um empresário deve ter: 

A formação em qualquer campo é muito importante para o sucesso profissional. No entanto, o empresário também deve desenvolver qualidades que ajudem a impulsionar sua empresa no setor.

  • Paixão e motivação pelo trabalho: o empresário deve ser apaixonado pelo seu negócio. Dizem que o trabalho é o lugar onde mais tempo uma pessoa passa. Para um empresário, em muitos casos, o trabalho não terá um tempo específico. Por isso a motivação e a confiança no projeto devem ser qualidades indispensáveis para obtê-lo.
  • Flexibilidade e capacidade de adaptação: o mercado está constantemente mudando e saber como se adaptar a eles rapidamente e ingenuamente é a chave para o sucesso do negócio.
  • Perseverança e paciência: Não é fácil administrar um negócio e às vezes os obstáculos surgem inesperadamente. Confie no projeto e não joguem a toalha precipitadamente.
  • Capacidade de tolerar riscos: quem disse medo? O empresário sempre arrisca muito quando um projeto começa: dinheiro, tempo, recursos … mas isso não deve nos impedir se quisermos alcançar nossos objetivos.

No entanto, essas qualidades e uma boa ideia não são suficientes para empreender um novo projeto. Precisamos nos conhecer e nos posicionar em um mercado com uma oferta muito ampla. Hoje em dia, com uma boa estratégia e perseverança, você pode começar a trabalhar e ter sucesso com um bom projeto. A chave é combinar todos os itens acima. Veja também: Métodos para coleta de dados

O que um emprsário deveria saber:

Quando iniciamos um negócio do zero, a seguinte pergunta pode surgir: por onde começamos? Clientes, plataformas, serviços, formas de divulgação. Para isso, um bom empresário deve conhecer e propor diferentes estratégias de marketing para que sua empresa ofereça a melhor resposta ao cliente desde o primeiro momento. 

Hoje em dia, um negócio que não aparece na Internet é quase como se não existisse. O empreendedor moderno deve conhecer pelo menos algumas diretrizes metodológicas para orientar sua ideia. Um bom aliado pode ser o Inbound Marketing. Ele permite que você tire o máximo proveito das ações de marketing digital: atração, conversão, fechamento e fidelidade.

É muito importante concentrar a atenção no cliente, já que ele é quem vai comprar e promover nossa empresa. Cuidar e atingir a lealdade do usuário deve ser uma meta diária, pois existem técnicas como a Experiência do Cliente (elas supervisionam a interação entre cliente e empresa) Ferramentas como o Mapa de Jornada do Cliente (analisa as fraquezas e pontos fortes de nosso processo de vendas). Ou estratégias de percepção do consumidor (empatia com o cliente) Graças a essas chaves, a experiência com os consumidores pode ser otimizada ao máximo. Leia também: 10 mitos da investigação de mercado.

Se concentre no cliente

Para obter um maior número de clientes, é necessário maximizar o tráfego através do site da empresa. Estudar as estratégias de posicionamento de SEO garantirá que o tráfego online torne visível o nosso negócio e, com ele, um aumento nas vendas.

Outra pergunta que o novo empresário deve se perguntar é: como os usuários consomem as redes sociais? As redes sociais ocupam mais da metade do tempo que os usuários passam na Internet. Uma boa estratégia de marketing não é concebida sem a mídia social. Posicionar nossa empresa em gigantes como o Facebook ou ser um trending topic no Twitter são grandes metas, mas não são impossíveis se você trabalhar com esforço e dedicação.

Como podemos ver, além de um treinamento específico no setor em que você quer desenvolver o projeto, o empresário deve ser treinado em marketing digital e ter conhecimento digital. Hoje tudo está na Internet e é conseguido através dela. Se você está pensando em começar um grande projeto, vá adiante! Porque, como você leu neste post, a única receita para o sucesso é misturar entusiasmo e inovação.

Autora:

Patricia Galiana

Jornalista e Redatora de IEBS Business School

Para agilizar seu processo de trabalho e para que tenha recursos que enriquecem seu projeto de pesquisa, utilize uma plataforma online de pesquisa, te convido a conhecer a Questionpro, uma solução completa em pesquisa e inteligência de mercado. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre dicas e novidades: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram

Recomendamos também:

Conselhos para universitários: Elabore melhores projeto de pesquisa

Pesquisa Qualitativa, como adotar em meu projeto

Crie sua primeira pesquisa on-line
Comece em 30 segundos. Não é necessário cartão de crédito.