Elimine os erros e conduza pesquisas eficazes com estas dicas

Em poucas semanas, o próximo presidente do Brasil será eleito e o desvio nas pesquisas será motivo de discussão. As previsões atuais sobre as eleições ainda são consideradas não confiáveis. Hoje vamos falar algumas dicas sobre como os pesquisadores podem evitar os erros da pesquisa.

Reunir informações precisas em uma pesquisa pode ser uma tarefa difícil, mas entender o público e escrever sobre os resultados pode ser muito mais. A qualidade da informação é muito importante, devemos coletá-la em um período limitado de tempo. 

7 dicas para evitar erros em pesquisas on-line

1.) Encontre o tamanho correto da amostra

Em termos gerais, a maioria das pesquisas nacionais têm um tamanho de amostra entre 500 e 1.000 pessoas. Isso resulta em uma margem de erro entre 3,2% e 5%. À medida que o tamanho da amostra aumenta, a margem de erro diminui. No entanto, à medida que o tamanho da amostra diminui, o rendimento diminui. Assim, por exemplo: a margem de erro é significativamente reduzida em uma pesquisa entre 50 a 100 pessoas do que em uma pesquisa de 500 a 1.000.

Convido você ler: Pesquisas de opinião, o que são e quando usá-las

2.) Use os meios certos para fazer suas perguntas através dessas dicas

Você tem um telefone fixo em casa ou no escritório? Você é um daqueles que atende uma chamada de um número desconhecido? Ou mora em uma área rural onde não há telefone ou internet? Essas perguntas podem causar um erro nas pesquisas. Se falamos sobre as próximas eleições nos Estados Unidos, por exemplo, os republicanos são mais propensos do que os democratas a usar um telefone fixo. A acessibilidade da Internet, a captura de dados na Web ou a extração de dados devem ajudar os pesquisadores a obter uma análise precisa das eleições. Embora seja quase impossível obter uma amostra representativa perfeita, a Internet é usada quase que universalmente.

Leia também: Como criar perguntas abertas eficazes? 4 maneiras de alcançar

3.) Seja direto e faça perguntas de múltipla escolha

Esses tipos de perguntas dão aos entrevistados a oportunidade de ter várias opções na ponta dos dedos, facilitando sua tarefa. Seja ousado e verifique se você está comunicando o que está propondo. Uma boa pergunta de múltipla escolha deve ser mutuamente exclusiva, evitando a ambiguidade a todo custo. Por exemplo, se você perguntar sobre afiliações políticas, a coisa correta a fazer é incluir todos os partidos políticos ou candidatos independentes e não apenas dar como uma opção aos partidos políticos mais populares; se você fizer isso você estará criando um desvio na sua pesquisa.

Saiba mais sobre: Conselhos para pesquisa – conceitos e práticas

4.) Use a mesma linguagem que seus respondentes

Use uma linguagem simples, direta e específica em suas perguntas. Comece com perguntas básicas e continue com as mais específicas. Uma excelente pesquisa é lida e compreendida. E, a menos que as pesquisas sejam relacionadas a uma indústria ou setor específico, evite o vocabulário técnico a todo custo, pois isso pode criar confusão e, por consequência, um desvio nas respostas.

5) Não queime dois cartuchos em uma única pergunta

Sabemos que muitos tentam tirar o máximo proveito dos resultados de uma pesquisa, especialmente sobre questões eleitorais, como é o caso das próximas eleições do Brasil. Mas não deve ser usado como desculpa para reunir informações falsas ou incorretas; quando dois ou mais tópicos são abordados na mesma pergunta e apenas uma resposta pode ser dada. Por exemplo: “O governo do Brasil deve gastar menos com suas forças armadas e mais com assistência médica?” Aqui você não pode ver o que o entrevistado está realmente respondendo. Você deve perguntar apenas um problema de cada vez, separar o perguntas para obter respostas mais precisas. Seria melhor perguntar: “O governo deveria gastar menos com suas forças armadas?” Seguido da pergunta “O governo do Brasil deveria investir mais em saúde?”

Veja também: Convites para pesquisas – novo fluxo na comunidade online

6.) Elimine o desvio com essas dicas

Criar perguntas tendenciosas não nos levará a lugar nenhum, especialmente porque elas não representam uma opinião honesta de nossos entrevistados. Na política, as questões centrais concentram-se em suprimir o pensamento racional e gerar reações instintivas por parte dos entrevistados.

Amostra de Insight Community – qual deve ser o tamanho?

7) As grandes pesquisas são fluidas

A classificação de suas perguntas é importante para dar uma sensação de fluência a sua pesquisa. Sempre classifique suas perguntas de simples para conceitos mais complexos.

Também recomendamos: Como desenvolver perguntas para pesquisas que lhe ajudem na tomada de boas decisões

Para agilizar seu processo de trabalho e para que tenha recursos que enriquecem seu projeto de pesquisa, utilize uma plataforma online de pesquisa, te convido a conhecer a Questionpro, uma solução completa em pesquisa e inteligência de mercado.

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre dicas e novidades: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram