5 dicas para um teste de conceito

Um teste de conceito baseia-se nas informações coletadas em uma pesquisa de mercado para conhecer a “intenção de compra” das pessoas e saber se elas realmente estão pensando em comprar o produto proposto.

Esse teste é um método de pesquisa que visa entender qual produto ou serviço pode gerar grande interesse nas mentes dos consumidores para adicionar mais desenvolvimentos e quais não merecem desenvolvimento ou despesa adicional.

O teste de conceito é realizado no estágio inicial de um ciclo de desenvolvimento, no qual uma descrição detalhada do produto em questão (incluindo suas características e qualidades) é apresentada a clientes e usuários em potencial; a fim de avaliar seu comportamento e suas intenções em relação ao produto.

Os testes de conceito são essenciais para os designers de produtos determinarem as chances de sucesso de uma inovação. De qualquer forma, o investimento em pesquisa realizada na fase de prova de conceito é mínimo em comparação com o lançamento de um novo produto que não atende aos objetivos de vendas ou que requer um novo marketing pós-lançamento.

Dicas para fazer um teste de conceito

Existem certos aspectos que devem ser levados em consideração ao realizar um teste de conceito para um novo produto ou serviço.

Aqui estão cinco fatores que você deve ter em mente:

  • Determinar o melhor mercado-alvo para o teste de conceito

Idealmente, os testes de conceito devem ser realizados em um grande segmento da população-alvo. Por exemplo, a maioria dos produtos de beleza é testada entre compradores de produtos de beleza cujo sexo, idade e região geográfica são definidos para corresponder à população-alvo e ter acesso fácil a esses produtos.

Nesse caso, este exemplo deve ser direcionado principalmente para mulheres adultas e adolescentes. Da mesma forma, os produtos para bebês devem ser direcionados aos pais e filhos na faixa etária apropriada.

  • Executar um teste monádico ou monádico sequencial

Um teste de conceito pode ser realizado com dois métodos, como um teste monádico ou como um teste monádico sequencial. Em um teste monádico, uma pessoa recebe apenas um conceito para avaliar. Em um teste monádico seqüencial, uma pessoa recebe vários conceitos para avaliá-los um por um.

Ambos têm vantagens e desvantagens. Os testes monádicos podem ser caros, pois é necessário um grande número de pessoas para realizar testes para vários conceitos, enquanto em testes monádicos sequenciais; você pode tentar vários conceitos com menos respondentes e, é claro, com menos despesas.

  • Preparar um questionário bem definido

A terceira coisa importante a ter em mente ao fazer um teste de conceito é preparar o questionário correto para o teste conceitual. Este é um passo muito importante no teste.

Você pode fazer um questionário on-line que contenha informações claras e detalhadas sobre o produto proposto, seus benefícios, a aplicação e qualquer outro fator importante do ponto de vista do consumidor. Isso também pode incluir o preço, pois é um dos elementos importantes que afetam a intenção de comprar um consumidor.

Geralmente, a prova de conceito deve solicitar ao consumidor que avalie o conceito usando medidas como interesse de compra, quantidade de compra, frequência, valor, exclusividade, sabor, ajuste de marca, interesse por variedade e credibilidade.

Fazer um questionário: 7 passos para criá-lo em uma pesquisa

  • Realizar exercício de atribuição

O teste pode ser para um novo produto ou para uma extensão de uma linha de produtos existente. Normalmente, esse método faz perguntas sobre se um novo produto seria uma compra adicional em uma categoria. Ou um substituto para uma marca atual ou uma primeira compra. Se o cliente substituir a compra atual, por exemplo, qual marca a substituirá. Um exercício de atribuição ajuda a saber qual marca a participação perderia.

Por exemplo, os entrevistados recebem uma lista de marcas na categoria “Sapatos”. Um entrevistado pode dar 10 pontos a uma marca que ama, enquanto outros podem distribuir pontos de acordo com o seu gosto. Existem maneiras de executar respostas de atribuição de pré e pós exposição.

  • Benchmarking de novos conceitos com conceitos passados

Como pesquisador, é muito importante saber como um teste de conceito medirá quais ideias serão bem-sucedidas. Durante um período de tempo, a quantidade de testes conceituais realizados é específica para cada empresa. Ou seja, as organizações desenvolvem seus próprios “padrões” ou “padrões” para avaliar o desempenho dos testes, o que os ajuda a conhecer o tipo de resultado de uma prova de conceito específica.

As informações de sucesso e falha de um teste de conceito anterior podem ajudar a comparar e entender, em certa medida, a proporção de sucesso ou falha do novo conceito.

Leia também: Faça benchmarking competitivo para expandir seus negócios

Por que é importante fazer um teste de conceito?

Estes são alguns dos muitos propósitos de realizar um teste de conceito:

1- Servem para desenvolver ainda mais a ideia original

Ao realizar um teste rápido de conceito, você saberá se o seu produto tem o potencial de justificar o investimento em desenvolvimento adicional.

2- Estimar o potencial do mercado no teste de conceito

Às vezes, é essencial saber se você possui um produto que será um sucesso ou se possui um produto de nicho para orientar um maior investimento. Nunca invista excessivamente em um produto que não possa suportar o peso do negócio que você está esperando.

Saiba mais sobre as Técnicas qualitativas de pesquisa de mercado

3- Para eliminar conceitos de menor potencial

É por isso que é de suma importância identificar e eliminar ideias de produtos com baixo potencial antes que eles esgotem recursos desnecessários. Este é sem dúvida outro objetivo importante de realizar um teste de conceito.

4- Determinar o valor das características e benefícios do conceito no teste de conceito

Saber o que seus clientes gostam ou não no seu novo conceito pode orientar o desenvolvimento futuro. Além disso, é importante que os profissionais de marketing entendam quais benefícios são comunicados ao público-alvo no lançamento e além do tempo do lançamento.

5- Identificar os segmentos de clientes com maior potencial

Quem gosta do conceito e por quê? Quem provavelmente será um cliente com interesse antecipado e até um comprador fiel? Entender sua base de clientes pode ajudá-lo a otimizar o lançamento do seu produto.

6- Estimativa de vendas ou taxa de teste de conceito

Para aumentar a produção do novo produto (ou a entrega no caso de um novo serviço), você deve ter uma estimativa de quanto venderá ou qual porcentagem de clientes atuais testará a nova oferta. Você deve evitar clientes decepcionados porque não previu corretamente a aceitação de sua nova oferta.

Funil de vendas: o que é e como desenvolver cada etapa?

7- Fazer planos de marketing para lançamento

Quais mensagens de marketing ressoam com seus primeiros usuários? Quais canais de vendas você deve usar para começar? Entender como atrair seus clientes nos estágios iniciais é essencial para o lançamento bem-sucedido de qualquer novo produto.

Marketing digital para uma empresa. Por que é importante?

8- Estabelecer planos de marketing pós-lançamento 

Você pode reduzir bastante o risco de falha do produto e aumentar a probabilidade de sucesso do novo produto; realizando um teste de conceito nos pontos-chave ao criar um novo produto ou iniciá-lo.

Esses são alguns aspectos importantes que você deve ter em mente ao realizar um teste de conceito e melhorar as chances de um lançamento bem-sucedido de um novo produto ou serviço.

Faça as pesquisas que você precisa offline e online para fazer seu teste de conceito. Agende uma demonstração virtual e conheça os recursos do nosso software de pesquisa!

Veja também: Marketing digital de performance – saiba do que se trata

Para agilizar seu processo de trabalho e para que tenha recursos que enriquecem seu projeto de pesquisa, utilize uma plataforma online de pesquisa, te convido a conhecer a Questionpro, uma solução completa em pesquisa e inteligência de mercado. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre dicas e novidades: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram