Big data – conheça as 5 maneiras de complementar

O Big data está popular mundialmente, mas para os especialistas existem distintos pontos fortes e fracos que devem ser levados em conta.

O que é Big Data?

Big Data é um termo que descreve o grande volume de dados, estruturados e não estruturados, que inundam os negócios diariamente. Mas,não é a quantidade de dados que é importante. O que importa é o que as organizações fazem com os dados. O Big Data pode ser analisado para obter ideias que encaminham para melhores decisões e movimentos estratégicos de negócios.

Apesar de seu grande boom, ainda não podemos considerar que veio para substituir a pesquisa de mercado. O fato é que, combinando o big data com outras metodologias, como a pesquisa qualitativa, por exemplo; podemos obter grandes insights que serão muito úteis para o sucesso dos negócios.

Como a pesquisa qualitativa complementa o big data?

A pesquisa de mercado tradicional questiona as pessoas o que elas fariam em um cenário específico, enquanto a análise de dados usa informações de um histórico para entender padrões de comportamento. Combinando big data com pesquisa de mercado, é possível obter insights sobre a opinião e o comportamento anterior das pessoas.

A combinação desses dois métodos nos dará resultados mais confiáveis, pelos quais podemos nos basear para tomar decisões. Por exemplo, embora muitos clientes digam que comprariam os produtos de uma marca, seu comportamento anterior pode não confirmar essa teoria.

Com os resultados obtidos, você poderá saber, por exemplo, qual estratégia seguir para resolver as necessidades do cliente.

Convido você a ler: Análise de tendência, definição e aplicação.

O uso do big data

O uso do big data como método de pesquisa de mercado pode ajudar no teste de uma hipótese. Por exemplo, se as entrevistas contarem uma história, o uso de big data poderá ajudá-lo a verificar se os resultados estão corretos.

E, claro, vale a pena mencionar que se você usar dados e pesquisas, é importante para obter mais de uma fonte de informação e conteúdo que se complementam. Dessa forma, pode-se evitar o desvio de dados e um aumento na efetividade da análise dos dados.

Para evitar preconceitos, manuseie as informações cuidadosamente para que os analistas não saibam qual é a hipótese que estão testando ou refutand. Desse modo, os pesquisadores não podem influenciar o resultado com uma má interpretação.

O objetivo da pesquisa de mercado e o big data é oferecer insights que nos levem a tomar melhores decisões.

Leia também: Relação entre o método científico e a pesquisa de mercado

O big data nos diz o “o quê”:

  • O que os clientes compram?
  • Qual propaganda teve maior impacto no comportamento do consumidor?

A pesquisa qualitativa completa a história nos informando o “porquê”:

  • Por que os clientes compraram x produto?
  • Qual o motivo pelo qual evitam uma marca?
  • Por que preferem um anúncio e não outro?

Método de pesquisa qualitativa – saiba as características que o distingue

Combinando as informações obtidas de ambas metodologias, você pode obter os insights necessários e agir sobre eles. Histórias completas levam a ações corretas de negócios; histórias incompletas levam as empresas a mais questionamentos.

É importante apresentar os dados na forma de histórico. Quando ouvimos histórias, estamos mais abertos a suspender nossa descrença; há algo que nos liga aos outros através das narrações, podemos ter empatia e nos imaginamos na mesma situação. Assim, podemos deduzir quais seriam nossos sentimentos e reações. A apresentação das informações obtidas é vital para convidar os tomadores de decisão a agir.

Leia também: Pesquisa quantitativa e suas análises na prática

A eficácia da análise de dados

A análise de dados é eficaz quando os comportamentos anteriores das pessoas são analisados ​​e as previsões são feitas a longo e curto prazo. A pesquisa de mercado é capaz de abordar uma gama ampla de questões, mas não necessariamente aquelas que podem ser resolvidas imediatamente (curto prazo).

Análise de dados para o crescimento do seu negócio

Usar os pontos fortes de ambas as ferramentas criará ciclos de desenvolvimento contínuos que funcionarão melhor para os negócios. Os resultados da análise de dados podem ser usados ​​para realizar rapidamente pequenas melhorias em produtos, serviços e experiências do cliente.

As pesquisas de mercado e o big data não são rivais. Ao contrário disso, essas duas ferramentas são complementares e, juntas, podem nos trazer ótimos resultados.

Também recomendamos: Conselhos para análises de dados de uma pesquisa quantitativa

Para agilizar seu processo de trabalho e para que tenha recursos que enriquecem seu projeto de pesquisa, utilize uma plataforma online de pesquisa, te convido a conhecer a Questionpro, uma solução completa em pesquisa e inteligência de mercado. 

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre dicas e novidades: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram

Crie sua primeira pesquisa on-line
Comece em 30 segundos. Não é necessário cartão de crédito.