O que é pesquisa descritiva?

A pesquisa descritiva é responsável por apontar as características da população que está estudando. Essa metodologia se concentra mais no “quê” do que no “porquê” do sujeito da pesquisa.

Em outras palavras, seu objetivo é descrever a natureza de um segmento demográfico, sem enfocar as razões pelas quais um determinado fenômeno ocorre. Ou seja, “descreve” o tópico da pesquisa, sem cobrir “por que” isso ocorre.

Por exemplo, uma marca de roupas que deseja entender as tendências de compras de moda entre os compradores no Peru, realizará um levantamento demográfico dessa região, coletará dados da população e, em seguida, realizará uma pesquisa descritiva sobre esse segmento demográfico. A investigação descobrirá detalhes sobre “qual é o padrão de compra dos compradores peruanos”, mas não cobrirá detalhes sobre “por que” esses padrões são obtidos, já que para a marca de roupas que tenta entrar nesse mercado, entende A natureza do seu mercado é o objetivo do estudo. Saiba também: Diferença entre pesquisa qualitativa e quantitativa

Características da pesquisa descritiva

Assim, a pesquisa descritiva refere-se ao desenho da pesquisa, criação de questões e análise dos dados que serão realizados sobre o assunto. É conhecido como método de pesquisa observacional porque nenhuma das variáveis ​​que fazem parte do estudo é influenciada.

Algumas características que distinguem a pesquisa descritiva são:

  • Pesquisa quantitativa: A pesquisa descritiva é um método que tenta coletar informações quantificáveis ​​para serem usadas na análise estatística da amostra populacional. É uma ferramenta popular de pesquisa de mercado que permite coletar e descrever a natureza do segmento demográfico.
  • Variáveis ​​não controladas: Na pesquisa descritiva, nenhuma das variáveis ​​é influenciada de alguma forma, mas usa métodos de observação para realizar o estudo. Portanto, a natureza das variáveis ​​ou seu comportamento não está nas mãos do pesquisador.
  • Estudos transversais: A pesquisa descritiva, geralmente, é um estudo transversal de diferentes seções pertencentes ao mesmo grupo.
  • Base para novas pesquisas: Os dados coletados e analisados ​​a partir da pesquisa descritiva podem ser investigados usando diferentes técnicas. Além disso, eles ajudam a determinar os tipos de métodos de pesquisa que serão usados ​​para pesquisas subsequentes.

Onde e quando usar a pesquisa descritiva?

A pesquisa descritiva pode ser usada de várias maneiras e por várias razões. No entanto, antes de entrar em qualquer tipo de pesquisa, definir seus objetivos e design é muito importante. Mas, apesar de seguir estes passos, não há como saber se o resultado desejado será alcançado. Leia também: Desenho de pesquisa e tipos que existem

Para entender o objetivo final da pesquisa, aqui estão algumas maneiras pelas quais as organizações atualmente usam pesquisas descritivas:

Definir as características dos respondentes: O objetivo do uso de perguntas fechadas é tirar conclusões concretas sobre os respondentes. Encontre padrões, traços e comportamentos. Também poderia ser entender as atitudes ou opiniões dos entrevistados sobre o fenômeno em questão.

Medir tendências de dados: As tendências de dados podem ser medidas ao longo do tempo graças à capacidade estatística da pesquisa descritiva. Por exemplo. se uma empresa de vestuário realiza pesquisas entre diferentes grupos demográficos, com faixas etárias de 24-35 e 36-45 anos, em uma nova gama de roupas de inverno. Se um desses grupos não concordar com o lançamento, isso dará uma idéia de como as roupas devem ser.

Fazer comparações: as organizações também usam pesquisas descritivas para entender como diferentes grupos respondem a um determinado produto ou serviço. Por exemplo, uma marca de roupas cria uma pesquisa fazendo perguntas gerais que medem a imagem da marca. Além disso, eles fazem perguntas demográficas, como idade, renda, gênero, localização geográfica, etc. Essa pesquisa de consumo ajuda a organização a entender que aspectos da marca atraem a população e ajudam no desenvolvimento de soluções de produtos ou marketing, ou, em alguns casos, até mesmo na criação de uma nova linha de produtos, atendendo apenas a um grupo com alto potencial de crescimento.

Validar as condições existentes: A pesquisa descritiva é amplamente utilizada para ajudar a determinar as condições e os padrões predominantes do objeto de estudo. Devido ao método não invasivo de investigação e ao uso da observação quantitativa e alguns aspectos da observação qualitativa, cada variável é observada e uma análise profunda pode ser concluída. Também é usado para validar qualquer condição existente que possa prevalecer em uma população. convido você a ler: Vantagens da pesquisa de dados móveis

Realizar pesquisas em diferentes momentos: Para determinar se existem semelhanças ou diferenças, a pesquisa pode ser realizada em diferentes períodos de tempo. Isso permite avaliar qualquer número de variáveis. Para fins de verificação, estudos sobre as condições prevalentes para determinar tendências também podem ser repetidos.

Métodos de pesquisa descritiva

Existem 3 métodos diferentes para realizar pesquisas descritivas:

Método de observação: O método de observação é o mais eficaz para realizar a investigação descritiva. Tanto a observação quantitativa como a observação qualitativa são usadas.

  • Observação quantitativa: é a coleta objetiva de dados que se concentra principalmente em números e valores. Os resultados da observação quantitativa são obtidos usando métodos de análise estatística e numérica como idade, forma, peso, volume, escala, etc. Por exemplo, o pesquisador pode acompanhar se os clientes atuais se referem à marca usando uma pergunta simples do Net Promoter Score.
  • Observação qualitativa: Este método não envolve medições ou números, apenas características de monitoramento. Nesse caso, o pesquisador observa os respondentes remotos. Por estarem em um ambiente confortável, as características observadas são naturais e eficazes. Na pesquisa descritiva, o pesquisador pode escolher entre ser um observador completo, observando como participante, participante observador ou participante completo. Por exemplo, em um supermercado, um pesquisador pode monitorar à distância e acompanhar as tendências de seleção e compra de clientes. Isso oferece uma visão mais profunda da experiência de compra do cliente.

Método do estudo de caso: Envolve uma análise aprofundada e o estudo de indivíduos ou grupos. Além disso, leva a uma hipótese e amplia o escopo da investigação de um fenômeno. No entanto, eles não devem ser usados ​​para determinar causa e efeito, uma vez que não têm a capacidade de fazer previsões precisas, porque pode haver um viés por parte do pesquisador.

A outra razão pela qual os estudos de caso não são uma maneira precisa de realizar pesquisas descritivas é porque poderia haver um entrevistado atípico e sua descrição levaria a generalizações ruins e a abandonar a validade externa. Veja também: O que é um estudo transversal?

Pesquisa Survey: Pesquisas são uma ferramenta de feedback muito popular para pesquisa de mercado. Para uma pesquisa coletar dados de boa qualidade, você deve ter boas perguntas e equilibrar as perguntas abertas e fechadas. O método de pesquisa pode ser feito em pesquisas on-line ou off-line, o que torna a opção preferida para pesquisas descritivas quando o tamanho da amostra é muito grande.

Exemplos de pesquisa descritiva

Alguns exemplos de pesquisa descritiva são:

  1. Um grupo de pessoas especializadas lança uma nova gama de temperos para churrascos, então você quer saber quais sabores de especiarias são preferidos por diferentes grupos de pessoas. Para entender o tipo de sabores preferido, eles realizam um estudo descritivo utilizando métodos diferentes, como a observação em supermercados.
  2. Ao conduzir uma pesquisa e coletar informações demográficas, você obtém informações sobre as preferências dos diferentes mercados. Isso também pode ajudar a fazer as alterações necessárias de acordo com as preferências desse grupo demográfico. A realização de pesquisas descritivas exaustivas ajuda a organização a modificar seu modelo de negócios e ampliar o marketing nos principais mercados.
    Outro exemplo de onde a pesquisa descritiva pode ser usada é em uma escola que quer avaliar as atitudes dos professores sobre o uso da tecnologia na sala de aula. Ao conduzir pesquisas e observar o uso de tecnologia, o pesquisador pode medir se a implementação de recursos tecnológicos dentro das salas de aula é boa. Isso também ajuda a entender se os alunos terão um impacto positivo com essas mudanças.

Uma investigação descritiva pode ser conduzida para:

  • Pesquisadores de mercado que querem observar os hábitos dos consumidores.
  • Uma empresa que quer avaliar a atitude de sua equipe.
  • Uma zona escolar que quer entender se os alunos terão acesso a aulas on-line, em vez de usar livros didáticos.
  • Uma organização que quer entender se seus programas de bem-estar têm um impacto positivo na saúde geral dos funcionários.

Vantagens da pesquisa descritiva

Algumas das principais vantagens da pesquisa descritiva são:

Coleta de dados: A pesquisa descritiva pode ser realizada utilizando métodos específicos de coleta de dados, como método de observação, estudos de caso e levantamento. Dentre esses três, todos os principais métodos de coleta de dados são abordados, o que fornece informações para pesquisas futuras ou até mesmo para o desenvolvimento de hipóteses do objeto de pesquisa. Saiba também: 7 dicas preciosas para criar Insights com Pesquisas

Dados variados: Como os dados coletados são qualitativos e quantitativos, existe uma compreensão holística de um tópico de pesquisa. Isso significa que os dados que não foram planejados para serem coletados são rastreados e que os dados são variados, diversos e exaustivos.

Ambiente natural: A pesquisa descritiva permite que a pesquisa seja realizada no ambiente natural do entrevistado, o que garante a coleta de dados honestos e de alta qualidade.

Rápido de realizar e barato: Como na pesquisa descritiva, o tamanho da amostra é geralmente grande, a coleta de dados é rápida e barata.

Forma a base para a tomada de decisão: Como os dados coletados na pesquisa descritiva representam uma população maior e são sólidos, é fácil tomar decisões com base na análise estatística desses dados.

Desvantagens da pesquisa descritiva

Algumas das desvantagens da pesquisa descritiva são:

Confidencialidade: Os entrevistados nem sempre respondem com sinceridade se as perguntas forem muito pessoais ou se sentirem que estão sendo “observadas”. Isso pode negar a validade dos dados.

Viés possível: Se o observador tiver uma tendência potencial em relação ao assunto da investigação ou a alguns questionados, eles podem ser considerados inválidos ou falsos.

A amostra não é representativa: devido à aleatoriedade da amostra, é muito difícil validar que é uma representação exata de toda a população.

A causa não é conhecida: como a pesquisa descritiva focaliza apenas o “quê” de um objetivo ou fenômeno, ela não se aprofunda no “por que ou como” e isso é uma limitação no aprendizado de causas específicas.

Muitas das pesquisas são descritivas, pois oferecem dados quantitativos. A pesquisa descritiva é um método eficaz para coletar dados durante o processo de pesquisa. Pode ser usado de várias maneiras, mas é necessário estabelecer um objetivo.

Por último convido você a ler: 10 mitos da investigação de mercado.

Para agilizar seu processo de trabalho e para que tenha recursos que enriquecem seu projeto de pesquisa, utilize uma plataforma online de pesquisa, te convido à conhecer à Questionpro, uma solução completa em pesquisa e inteligência de mercado.

Siga-nos nas redes sociais e receba sempre dicas e novidades: Facebook, Twitter, Linkedin, Instagram.

Bottom Signup

Crie sua primeira pesquisa on-line
Comece em 30 segundos. Não é necessário cartão de crédito.